A primeira neve desse inverno

Esse vai ser um post de fotos porque eu tô com um olho fechado e outro aberto digitando aqui!

Hoje, eu acordei – cedo demais pra um domingo, diga-se de passagem – com as minhas filhas abrindo a minha janela pra me mostrar a neve!

Antes do café da manhã, elas já estavam na rua brincando.

Inclusive, a gente teve que descongelar o carro pela primeira vez também, já que é o primeiro inverno em que a gente tem carro!

Foi bem difícil porque choveu e nevou. A chuva fez uma camada grossa de gelo nos vidros!

Eu fiz dois vídeos toscos e mandei pro youtube (seria o começo de um canal?)!

O Heitor, cheio da energia de quem ainda não fez 30 anos, tentou andar de skate na neve e quase conseguiu! Esse é o parque aqui atrás de casa:

Essa é a vista da nossa janela pro parque…

Olha a diferença do outono:

Sim, eu estou feliz que o frio espantou os gansos! Claro!

Em minutos, as ruas tinham sido limpas pela prefeitura:

E o motivo de eu estar quase dormindo, digitando isso aqui é porque final de domingo é PURA preguiça… principalmente com esse friozinho lá fora e a noite caindo…

Dormir. Urgentemente. Dormir.

Domingo é domingo!

ZZZzzzzZZZZzzz

Share This:

Halloween 2017

Ano passado, nós “pulamos” o Halloween porque foi o dia da nossa mudança pra Ottawa e todas as nossas coisas já estavam encaixotadas! Foi um dia super corrido e, realmente, passou desapercebido. Sem graça! Totalmente!

Esse ano, agora que a gente mora perto de amigos, conseguimos sair com as crianças pra pedir doces na rua!

 

Elas adoraram, principalmente porque a gente foi buscar a Alice e elas amam muito a tia Manu! ( Faltou tu, Bianca! E a Lívia!)

Todas as pessoas se derretiam quando viam essas 3 guriazinhas do mesmo tamanho pedindo doces na porta! E todo mundo que estava participando da brincadeira era MUITO querido e atencioso com as crianças! Fiquei com medo que tentassem assustar elas na rua, mas nada! Super tranquilo!

O código era ter ao menos uma abóbora com luz na porta. Isso significa que na casa tem doces. Quando a abóbora apaga, é porque os doces acabaram!

Além disso, tinha casas (na verdade, eu só vi uma) com uma abóbora azul clara.

A abóbora azul clara significa que, naquela casa, eles têm presentes alternativos pra crianças – que não sejam doces – pro caso da criança ter alguma alergia, intolerância, diabetes ou qualquer outra coisa relacionada a comida. Na casa com a teal pumpkin, elas ganharam lápis temáticos de Halloween e borrachas temáticas também!

O moço que abriu a porta da casa com a abóbora azul e a filha estavam fantasiados – eu fiz vídeo! quando eu organizar o Canal, provavelmente eu coloque o vídeo ali -.

Ficar em casa fantasiada esperando as crianças é a minha meta pro ano que vem! Cada ano a gente dá um passinho em direção à normalidade!

Essa moça, por exemplo, ficou sentada na porta de casa, vestida de bruxa:

Os ítens de Halloween estavam com 70% de desconto no Michael’s um dia antes do Halloween!

Obrigada, Manu, por ter chamado a gente pra ir pedir doces! Foi o nosso primeiro Halloween de verdade!

=)

Agora que o Halloween acabou, é oficialmente NATAL! Eu já não aguentava mais esperar!!!

\o/

Beijos pra quem nos acompanha!

Beijo, Bia!

Share This:

1 ano em Ottawa

Em uma semana, a gente vai comemorar uma coisa muito inédita aqui no Canadá: Teremos passado um ano inteirinho na mesma cidade!

Ottawa tem seus defeitos (e eu to pronta pra fugir daqui), mas, certamente o centro, principalmente durante o outono, não é um deles!

Vou deixar aqui as fotos do domingo porque finamente o blog voltou a funcionar e eu consigo atualizar!

Clicando nas fotos, vocês conseguem baixar a versão ampliada!

=)

O post foi curtinho, porque eu tô com vários guardados aqui no tempão que eu fiquei tentando atualizar o blog, mas estava com algum problema no servidor!

Espero que gostem de ver os tons de outono por aqui!

Beijos

Shell e família!

Share This:

A primeira viagem em família – Montreal

Por mais que eu tenha passado 30 anos da minha vida sonhando em sair do Brasil, quando isso acontece de fato, não é tão simples quanto parecia ser em teoria. Acostumar com um local novo, por mais lindo que ele seja, é complicado.

Ontário é incrível, certamente. Seguro. Fácil de viver. Foi a nossa primeira opção aqui no Canada ( Tanto que eu mal havia pesquisado sobre o Quebec, já que o nosso processo não nos permitia ir direto pra lá).

Acontece que, um belo dia, quando eu trabalhava em Ajax, num horário de almoco qualquer  eu resolvi colocar “Montreal”  no google. Acreditem, eu mal sabia o que Montreal tinha a oferecer.

Precisei de 30 segundos olhando para aquelas imagens pra me emocionar. Comentei com a minha amiga Roberta (que sempre me levava de carona) e nunca mais tirei a cidade da cabeça.

No final de semana passado, nós finalmente visitamos Montreal.

Foi mágico.

Foi um filme.

Eu senti, finalmente, uma vontade muito grande de pertencer `aquele lugar. Por mais que Ontario fosse linda, nunca teve aconchego ou “cheiro de casa” pra mim. Montreal fez eu me sentir viva, provavelmente por ter mais cara de Brasil -por mais absurdo que isso soe -.

Eu atribuo essa familiaridade ou “cara de brasil” à presença da igreja católica – que é muito marcante – e a alguns outros fatores.  Por mais que nós não frequentemos igreja alguma, essa presença faz as ruas serem muito familiares. Os paralelepípedos no chão da cidade antiga, as possibilidades infinitas e a ausência de monotonia das fachadas tambem me atraem bastante!

Preciso mencionar também que eu achei uma pilha de velharias e uma infinidade de bugigangas – coisas que eu amo infinitamente, assim como o meu sogro! Oi, Sílvio! Olha a polaroid, FUNCIONANDO:

A questão é que sair de casa e abandonar tudo que te e familiar é difícil, mas encontrar uma casa nova não é impossível, mesmo depois dos 30!  E aquele sonho que eu tinha de chegar num lugar e sofrer de um encanto instantâneo se realizou!

Não sei se em algum momento acabaremos indo pra lá ou outro lugar de Quebec, mas foi muito bom cheirar os paralelepípedos e as igrejas! E é, sem dúvida, confortante saber que esse lugar tao encantador fica bem aqui do lado!

As gurias, por sua vez, adoraram o show que a gente conseguiu ver ao vivo da janela do hotel! Depois elas cansaram e resolveram fazer ” pose de modelo ” pras fotos…

Aqui, mais algumas fotos da cidade antiga:

 

Reparem:

Voltaremos, Montreal! Voltaremos!

Até a próxima aventura , povo! Saudades de vocês, sempre!

Share This:

A primavera muda tudo – Fotos de Ottawa

Assim como o inverno, o verão e o outono… a primavera também muda tudo! Hoje nós acordamos e nos deparamos com milhares de florzinhas amarelas e uma grama absurdamente verde que não estavam ali quando fomos dormir ontem.

Realmente, se não fossem os insetos – e os malditos carrapatos contaminados com Lyme disease – eu poderia até pensar em dizer que eu gosto tanto da primavera quanto do inverno.

Ver o céu azul (e a luz do dia) faz muita falta principalmente pra quem sofre de alguma loucura e seus derivados (eu!) e é legal ver a rua alegre, as crianças brincando e os jovens sendo jovens nos seus grupinhos de conversa e suas cadeirinhas nas ruas na frente dos restaurantes.

Esse – sem filtro – era o céu hoje:

Então… corremos até a pracinha! Deus abençoe os Sábados!

Aqui, meus panoramas preferidos de Ottawa até agora! Olha a diferença que a mudança de estação vai fazendo nas cores:

Essa pracinha é a mais linda, e tem vista para o rio Ottawa:

Antigamente, a gente tinha essa pracinha só pra nós! Agora que esquentou, ela é completamente lotada! Ainda bem… eu já tava começando a achar que as crianças aqui não saíam pra rua e que o problema dos carrapatos era mais grave do que eu imaginava!

E aqui, uma das poucas que eu tenho do centro em um dia de neve e céu azul =)

Esse post foi pro pessoal matar a saudade da gente e ver um pouco do lugar que tanto me perguntam! Morro de saudade de vocês, todos!

Beijos nossos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Share This: