6

Dias de chuva e revendo Crepúsculo em pleno 2017

Esse tem sido um verão chuvoso aqui em Ottawa… e vai continuar sendo, aparentemente:

Talvez esse parágrafo seja uma decepção pra alguns, mas eu torço pra que a chuva não pare. Sim, eu amo a chuva e vou reclamar eternamente do calor e dos dias de sol infinitos que me assombraram nessa terra durante mais de um ano!

Eu tenho certeza que eu passei mais de um ano sem ver CHUVA. Foi uma tortura.

Eu amo uma tempestade barulhenta, o vento assobiando, a água batendo na janela, o cheiro de ozônio,  e, principalmente, o efeito visual dos dias nublados que é como se fosse um filtro cinza-azulado em todas as cores que faz os paralelepípedos brilharem e todas as luzes refletirem no chão. 

Entendem do que eu estou falando? Disso aqui, povo:

Que na vida real é diferente (como mostra a imagem abaixo), mas a gente romantiza o mundo e fica tudo certo!

 

Enfim, eu fiquei tão (mas tão) feliz com os dias azulados que se fizeram presentes aqui, que eu precisei assistir “Twilight” de novo e prestar atenção nos detalhes das casas!

Como eu já falei, eles abusaram do filtro, que deu um aspecto romântico, dramático e misterioso para as cenas. Aliás, esse filme é como o instagram, cria uma realidade paralela onde tudo é “mais” (MAIS azul, MAIS romântico, MAIS forte, MAIS intenso) e faz parecer que a vida real é inifitamente sem graça. É um perigo e pode, de fato, fazer as pessoas se sentirem mal em relação à própria vida por tentarem seguir padrões que não existem… mas eu amo esse efeito!

 

Dentro dessa fantasia, um detalhe real que eu achei legal é que a história se passa no estado de Washington, que realmente é um dos locais mais chuvosos dos USA e onde o céu está quase sempre cinza… porque no sol o Edward brilha, né? ha-ha

A localização dos sets (as casas, o colégio, as ruas…) acabou sendo em Oregon, que fica abaixo de Washington e tem essa mesma característica.

Aqui, a casa do pai da Bella:

E aqui, a casa na vida real (de repente se a foto fosse tirada ao entardecer ficaria mais próxima ao filme!)…

O endereço:

184 South 6th Street
St. Helens, Oregon

A casa não tem nada demais, mas ela é confortável e o filme em si é super envolvente – até pra mim que sou uma quase-senhora de idade!

Aqui, alguns detalhes do quarto da Bella, onde os meus preferidos são:

  1. O mural de cortiça
  2. Os discos de vinil na parede
  3. As luzes secundárias (abajour e luzinhas “de Natal”)

Eu gosto também das referências indígenas e do presente que o Jacob dá pra ela! – e não, eu não digo isso só porque o meu marido também é descendente de nativos e eu olho o mundo com o meu próprio filtro!

Já lutei muitas vezes pra conseguir essa maldita cor na parede e, SEMPRE que eu tento um verde-azulado, a casa fica com cara de hospital. A única vez que eu consegui um azul agradável foi quando eu usei o “Branco Lagoa” da coral que não tem nada a ver com o quarto da Bella, que estaria em algum lugar por aqui:

Procurei então por fotos com iluminação natural do set, e fiquei entre o “paz interior” e o “clube aquático”, ainda sem certeza, mas definitivamente não acho que as paredes sejam azuis, como narradas no livro.

Acho que elas são verdes e o VERDE + FILTRO =EFEITO AZUL PARA O FILME.

No segundo filme, chega ao quarto da Bella essa peça maravilhosa, que é o espelho antigo (se ele aparece no primeiro filme, lamento, eu não vi):

 

Eu gosto particularmente desse quadro de leão rosa na parede… porque eu gosto de quadros infantis e desse abajour:

E claro, sempre as luzinhas de Natal…

Aqui, o edredon roxo que ficou famoso…

E aqui, o povo se esmerando pra conseguir o “look” de twilight com o edredon da Bella nos seus quartos da vida real! Reparem que o povo também errou a cor da parede…


Não encontrei mais pra vender (será que é porque o filme é de 1990???) mas, acreditem, a versão em azul ainda está na amazon por “apenas” 400 dólares. Vai encarar?

O resto da casa não parece ter tantos detalhes interessantes quanto o quarto da Bella…

Então, eu usei as imagens do hookedonhouses.net :

 

Apesar do filtro, as paredes parecem ser bem mais azuis… e eu gosto mais dessa cor de madeira do que da que foi usada no quarto dela, contrastando com o azul. E queria mandar um grande “é nóis” para as cortinas em xadrez! E pra toda essa “vibe” que o filme passa!

E pra todo mundo que não ama as tempestades… resistam à vista de ontem (sem filtro, juro!):

 

E vocês, ficaram com vontade de ir visitar Forks novamente?

Tenho a intenção de comentar sobre a casa do Edward e da Bella, que é a minha preferida! Mas sem promessas porque o tempo aqui é curto… Se um dia eu virar vampira e não precisar mais dormir, talvez eu mantenha o blog atualizado!

Obrigada pela visita!

Beijos nossos com foto antes do banho de chuva!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Share This:

6 thoughts on “Dias de chuva e revendo Crepúsculo em pleno 2017

    • Oi, Feh!!! Muito Obrigada!!! Faz anos que tu vens acompanhando elas, neh? =) Fico muito feliz! E fico feliz que eu tenha te feito analisar um filme que tu nem gostas por uma perspectiva diferente!!! Obrigada pelo carinho!!! <3 Beijosss

  1. Eu super curto um calorzinho, mas os dias de chuva têm sim o seu valor ~ especialmente quando a gente pode ficar curtindo um bom livro debaixo das cobertas. Nunca assisti a saga Crepúsculo, mas sempre fico impressionada com esses filtros usados no cinema, que deixam tudo mais bonito e num clima maravilhoso.

    Um beijo!

    • Eu sou fissurada pelos efeitos visuais desse filme! Quanto mais eu paro pra aprender, mais me surpreendo! A história é aquela coisinha de adolescente, né? Mas eu achei super bem filmado! =) Outro que me tirou o fôlego com a fotografia foi “the revenant”! Pra variar, eu tô sempre prestado mais atenção nas cores e nos cenários do que nas histórias! Obrigada pela visita! Beijo!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *