(Casas de filmes) Tudo em Família – The family stone


Casas de filmes / quarta-feira, setembro 3rd, 2014

Tudo em família (The Family Stone) é um filme com uma casa real, de verdade, que acontece MESMO. Não é uma casa de revista inatingível. É algo que mostra o acumulado de coisas durante os anos e peças que contam histórias. Desde a geladeira cheia de fotos, à partes da cozinha precisando de manutenção.

Eu odeio filmes tristes – por isso, tendo a parar de ver esse filme tu-sabes-quando. Mas a casa é muito convidativa!

Usei imagens do filme e dos blogs: brewsterwallcovering.com e hookedonhouses.net.

Como toda boa descendente de italianos, começarei pela cozinha:

the family stone kitchen 5

A cozinha é mais ou menos assim como mostra o meu rabisco pavoroso, feito em momento de preguiça aguda:

 

the family stone kitchen 2

Gente, eles têm um escritório e um sofá NA COZINHA! NA COZINHA!

Eu preciso de um escritório na cozinha (na verdade, eu preciso é de uma casa) !!!

Por sinal, é uma prática super comum nos USA essa coisa do web space ser na cozinha. Aqui, a gente costuma posicionar na sala, né? Eu acho que a questão é a reunião da família, normalmente as pessoas se únem na hora das refeições e, quem cozinha, sabe que pra sair algo descente, gastam-se horas ali dentro. Enquanto um cozinha, o outro faz o que tem que fazer no computador, as crianças brincam no facebook, essas coisas! Fora que, pra mim, a reunião em volta da mesa da cozinha é uma coisa que independe de refeição… é um lugar pra conversar mesmo. Quando mais confortável e quanto maior a minha cozinha, melhor. (Sangue italiano batendo forte).

Durante alguma aula de teoria da arquitetura, inclusive, nós aprendemos a entrevistar as famílias antes de começar a planta. E a conclusão era que se a família fosse italiana, a cozinha seria a peça principal da casa e seria maior que a sala. Alemão nem se fala, né? O que É a culinária alemã? Quem tem vó alemoa que não faz bolos, tortas e quitutes maravilhosos? Mas a tendência alemã ainda é a sala maior que a cozinha!

Focamos nessas e nos portugueses porque eram as principais colonizações do Rio Grande do Sul, mas cada cultura tem hábitos bem específicos e entrevistar o cliente sobre seus hábitos é essencial!

the family stone kitchen 1

Olhando na plantinha tosca, vocês localizam o escritório da Diane Keaton na cozinha. Há milhares de cartões espalhados e o enfeitinho com o boneco de neve pra lembrar que é um filme de Natal. Esses pontinhos verdes e vermelhos compõe o cenário. Por exemplo, uma cozinha como a da Sarah Jessica Parker no post anterior não funcionaria tão bem para um filme de Natal (depois de fazer um curso de um mês de direção de arte pra cinema eu virei A ESPECIALISTA em cenário, reparem.)

A cozinha dela não tem problema com umidade, aparentemente. A minha tem.

O quadro de recados atrás dela é um tema recorrente na cozinha dos filmes!

the family stone kitchen 3

Dizem que quando a Diane Keaton viu o o set desse filme ela odiou. Mas, depois de conhecer a história da família, ela concordou que realmente a casa tinha a cara do filme. – Não com essas palavras.

A cozinha é cheia de detalhes e tons de terra predominantes. Ao optar por tons de terra,  é importante não sofrer de amor profundo por azul / lavanda e afins. As cores frias, misturadas com tons de terra têm que ser muito bem administradas e, por exemplo, aquela combinação de azul céu com vermelho que eu já vi em alguns lugares, prende muito a pessoa a só comprar coisas exatamente naquele tom e isso pode ser frustrante.

Esse piso me parece madeira (talvez eu esteja errada). O piso de madeira na cozinha fica lindo (principalmente se for táboa corrida e meio rústico), mas não funciona muito bem. É difícil de limpar entre as peças, pode estragar com a água, a umidade, não pode receber todos os produtos desinfetantes que o piso cerâmico pode. Então  o porcelanato, de repente imitando madeira até, ainda é a melhor escolha para áreas molhadas.

the family stone kitchen 4

Aqui, a última foto da cozinha, com um olhar mais de perto do que acontece atrás da mesa:

vlcsnap-35561

Agora, um pouco dos quartos:

a-family-sone-bedroom

vlcsnap-19824

vlcsnap-34061

 

Detalhes que eu mais gosto: Os baús na beira da cama, a  poltrona com puff no quarto principal e as cortinas duplas que são muito interessantes. A primeira, apenas dá privacidade e nã bloqueia a luz. A de fora, já escurece o quarto. Esse detalhe é válido.

Aqui, a vista para o hall de entrada:

vlcsnap-5651

Esse tom de ocre nas paredes é sempre acolhedor, apesar de toda campanha pelos cinzas e cinzas claros puxados pro azul que vêm sido feita ultimamente (a qual eu aderi, por sinal); O ocre e os tons de terra serão o infinito conforto de casa de vó.

vlcsnap-35605

O corredor com fotos de família.

Todas as fotos estão em preto e branco, que “combinam” umas com as outras e não fogem do mesmo tema. Aquela foto sem moldura e a outra com a moldura mais marrom me dão nos nervos. Mas, a ideia do cenário não era fazer algo assim tão certinho, então, tá valendo.

Por último, uma foto de dentro da cozinha que mostra a vista até a porta de entrada e dá uma boa ideia da planta da casa.

vlcsnap-13960

E esse foi o tour pela casa da Família Stone! Só fiz ela primeiro que a casa do Esqueceram de Mim porque Esqueceram de Mim tem uma casa tão especial que merece post de Natal! Aguardemos!

Beijos para os amantes de casas e os perdidos que aparecerem por aqui!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *