(Casas de filmes) Não sei como ela consegue – I don´t know how she does it


Casas de filmes / quinta-feira, setembro 4th, 2014

Eu lembro de ter assistido este filme justamente porque vi a casa no hookedonhouses.net, um site que eu odeio profundamente, porque colocou em prática a ideia que eu tive sozinha, antes de mim! hehehe, mas o meu foco é outro! Hoje, por sinal, peguei imagens de lá… os meus dias de ver o filme, salvar imagens e fazer montagens cuidadosas ficaram para trás quando as gêmeas chegaram e a licença maternidade acabou!

Por isso eu lembrei desse filme hoje… olhando pra essa casa, a gente sente o efeito da maternidade na decoração. Repara, não precisa de esforço:

I don´t know how she does it - Não sei como ela consegue (cozinha)
I don´t know how she does it – Não sei como ela consegue (cozinha)

E a ânsia de sair catando esse monte de coisa solta é só minha?

Será que a minha casa vai ser assim?

Socorro?

Filtrando a mamadeira de brinquedo, o copo metade cheio de suco, a caixinha de suco, a caixa de cereal, as panelas sujas, a zona estabelecida na porta da geladeira… OLHA que cozinha linda! E é a vida… estatisticamente, pessoas que conseguem manter a casa arrumada como capa de revista são realmente as que têm as vidas mais vazias e tristes.

Uma vez, uma senhora veio visitar os meus bebês (ela trouxe presente e tudo e eu NÃO SEI quem ela era). E ela me disse o seguinte:

“É muito triste quando os filhos crescem e vão embora. A casa fica sempre arrumada.”

Não sou defensora da bagunça, que fique claro! Mas a casa precisa ter cara de que alguém realmente vive ali. Sou defensora de alma dentro de um lar.

Inconscientemente (ou não!) eu escolhi e-s-s-a combinação de cores para o nosso quarto! Ficou bem mais ou menos (sim, eu fiz a voz). O azul que eu escolhi foi um off white e o resultado foi quase branco. Já comentei em outro post, mas fiquei em dúvida entre esses aqui:

cores do quarto

Acabei optando pelo branco lagoa. O monitor do computador é o pior aliado na hora de escolher tons de tinta. Não odiei, não amei, não ficou dessa cor e não compraria de novo. Mais sobre a minha escolha de tintas aqui!

Continuando na cozinha da Sarah Jessica Parker no filme “Não sei como ela consegue”. A cozinha é cheia de pequenos elementos e detalhes:

idontknowhowshedoesit2

É algo que a gente olha e pensa que ´dá pra fazer lá em casa´, não é uma residência querendo esbanjar luxo, mas cuida que de simples e barata ela não tem nada. Coisas bonitas normalmente têm esse “problema”.

Uma coisa que eu gosto nessa cozinha é a maneira como ela mistura vários tons de madeira e ainda a madeira pintada de branco. Eu não sei quem foi que mentiu pra população mundial que dentro de uma peça TODOS os móveis precisam ser do mesmo tom. Isso é entediante e cansativo! Parem com essa mania, pessoas do mundo (ordenei)!

No meumoveldemadeira.com.br tem vários elementos pra compor uma cozinha parecida com essa! O meu preferido é esse:

Meu móvel de madeira
Meu móvel de madeira

E, uma opção para o mural de recados – que não aparece nessa cozinha, mas eu gosto muito – é colocar uma moldura mais rebuscada, talvez até com um tecido de fundo (eu usei linho, posto foto depois). Aqui um exemplo:

Fonte: https://www.houseandhome.com/
Fonte: https://www.houseandhome.com/

Aqui, mais algumas imagens da casa:

idontknowhowshedoesit5

 

Esse azul puxado pro roxo não me apetece, na verdade! A minha parte preferida é a cozinha, mesmo!

idontknowhowshedoesit6

 

A cena abaixo mostra a casa, no meio da madrugada (eu acho), com as coisas bem arrumadas. As luzes puntuais são um efeito de iluminação que remetem ao conforto e calmaria.

idontknowhowshedoesit7

A casa é realmente maravilhosa, mas não mostra muito do andar de cima no filme. A cozinha, pra mim, é o personagem principal. Esse azul claro pastel é uma cor recorrente e que não tem erro. É como os beges neutros. Quem não quer optar por cor nos móveis, eu sugiro optar por móveis neutros e cor nos acessórios, assim as peças mudam de cor de acordo com a estação ou o momento!

Imagens do http://hookedonhouses.net/

Eu sempre fico querendo falar mais, mas fica para a próxima!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *