O nosso sofá Ikea Ektorp

Sendo a aficcionada por casas de filmes que eu sou, eu comecei a escolher ítens pra minha futura casa quando eu ainda estava no Brasil há uns 20 anos. Assim, uma das coisas que sempre me deixava muito frustrada e até triste era o fato de que todos aqueles elementos eram tão básicos e fáceis de encontrar em qualquer esquina por aqui e ainda assim extremamente difíceis de ser encontrados no Brasil. E , se eu os encontrasse, seriam extremamente super valorizados.

Eu sempre quis seguir todas aquelas dicas do pinterest do “faça você mesmo” usando 3 pedaços de sei-lá-o-que da Ikea de 2 dólares e não dava!

Esse com certeza é o motivo 5949 pelo qual eu sempre quis vir pra cá. A minha doença por decoração!

Daí eu caí de para-quedas no primeiro mundo e, pra quem já leu, nosso começo aqui foi muito complicado com as meninas tendo ficado doentes. O que aconteceu foi que além de nós estarmos em Brockville -que não tem muitas lojas- estarmos sem carro e sermos imigrantes ralados sem dinheiro pra sair decorando a casa, como as meninas estavam doentes, nós não podíamos pensar em sair de casa pra comprar besteira nem ficar passeando muito. E claro, isso era a última coisa na nossa cabeça.

Então, quando nós fomos comprar a nossa cama (que em princípio, era tudo que iríamos comprar), elas chegaram na loja de móveis e ficaram muito alegres. Conversando com minhas amigas psicólogas, a gente concluiu que parte do motivo delas terem aquela febre insistente que não baixava com remédios poderia ser por elas sentirem falta de casa. Não só falta da nossa casa no Brasil, mas falta de estar em um lugar que parecesse uma casa, porque nós estávamos num apartamento completamente vazio.

Foi aí que a Val -que trabalhava no nosso prédio- ofereceu pra gente a mobília da casa-modelo que eles haviam montado (que era um apartamento pra visitação). A gente aceitou sem pensar!

Do ponto de vista da adaptação delas, foi a melhor escolha que nós fizemos. Quando a poeira baixou, nós saímos de Brockville, viemos pra GTA, consegui um bom emprego e eu finalmente tive tempo pra começar a pensar em comprar peças que já possam ficar pra decoração *oficial* da minha futura casa (que um dia virá) eu percebi uma coisa: O sofá era CINZA! ….E nós odiamos cinza.

Tá aqui o monstrinho:

ektorp-sofa-gray__0287153_PE423534_S4

Em termos de composição, ele não era ruim e não ficava nem um pouco longe do sofá clássico da Pottery Barn que habitou meus sonhos de decoração por anos (leia-se desde aquele capítulo de Friends em que a Rachel compra a mesa na Pottery Barn). Esse bebê aqui:

 

pb-basic-slipcovered-sofa-c

 

Ele não é o mesmo modelo, mas eu decidi pelo sofá bege claro ou branco e com almofadas fofas quando eu assisti  “O Pai da noiva” … em 1991.

Sim. Faz um tempinho que eu quero esse sofá. O que não significa que eu concorde com toda a mobília do set. Arquiteto é sempre assim “tá bom, mas eu mudaria aquele detalhezinho ali, ó”. Gente chata.

father of the bride set

Aqui é uma outra casa de vó que eu acho bem bonita:

112-0306-living_room-lgn_large

Mas o nosso era cinza. Cinza… cinza.

Até que um dia, nós decidimos comprar as caminhas pra gurias (porque eu achei que já dava pra sair da fase do  colchão no chão que , por sinal, eu recomendo pra todas as mães se me perguntarem!)!

Ao procurar pelas caminhas das gurias, eu olhei TANTA coisa no site da Ikea (pra aproveitar o frete que é 100 dólares) que eu encontrei o nosso sofá horrendo, cinza!

E foi aí que eu descobri que o nosso sofá horrendo cinza era da linha EKTORP da Ikea e que, na loja, nós poderíamos comprar o revestimento do sofá em qualquer outra cor disponível por menos de 130 dólares e transformar o monstrengo nesse bebê aqui:

b09ec9c34d73e32898029cf27595ebce

 

O revestimento é bem prático de ser trocado – não requer força nem habilidade e muito menos ferramentas. E vem em algumas cores. Ele também pode ser lavado na máquina! As gurias já viraram alguma variedade de coisas nele e ele ficou novinho depois de ser lavado!

Eu fiquei com medo do branco e o bege (que por sinal é o meu favorito) custa 79 dólares e não 129 como os outros. Então, obviamente, fiquei com o bege.

673bd027261ca8f1fafd757134b12715

Os canadenses devem nascer sabendo dessas informações básicas, mas eu não sabia e fiquei bem feliz! Tem também toda uma linha da Ektorp que inclui Chase e o Footstool e todos seguem a mesma ideia de poder trocar as capas.

Precisava ver a minha emoção depois, ao digitar o nome do meu sofá no pinterest e ver o próprio sendo usado nos projetos que aparecem ali. Eu finalmente estava DENTRO do pinterest (quem tem o meu problema, se emocionaria tb!)!

Eu bem quero a cadeira florida da vovó:

jennylund-armchair-assorted-colors__0136147_PE293397_S4

…desde que o Steve Martin estava sentado nessa cadeira -que não é a mesma- em “O pai da noiva”:

h5pNM

Uma coisa interessante é que a Ikea.com tem bem mais opções que a Ikea.ca, mas definitivamente não é inteligente importar.

Enfim, fiquei muito feliz com o meu sofá e é legal ter essa perspectiva de que já podemos comprar móveis definitivos sendo que durante muito tempo, quando estávamos no Brasil e sabíamos que iríamos vir pra cá, tudo parecia tão provisório e temporário! =)

Ah, e sim! Recomendo o sofá pras mães e pra todo mundo! Ele  bem prático e dá pra trocar as almofadas além das capas.

Claro que eu ainda não cheguei no nível de publicar fotos do meu apartamento-no-porão como referência de decoração, mas vamos deixar registrado como as coisas andavam em 2016 pra quem em 2020 a gente lembre e -com sorte- veja o quanto tudo valeu a pena!

sofa

Beijos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Share This:

Leia Mais